Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Até que os Sentidos Transbordem

Poesia não são palavras que rimam, são palavras que sentem.

Poesia não são palavras que rimam, são palavras que sentem.

Até que os Sentidos Transbordem

27
Jan18

Canto Firme

Desatar o silêncio, 

ficar a vê-lo 
escorrer na vidraça, 

entrar na noite, 

labirinto 
onde perco a mão, 

deixar o sangue 
iluminar meu pulso 
de terra ardente, 

ser música ainda, 

penetrar na 
água da palha, 

seca, dura, 

no fogo raso 
à beira do inverno, 

procurar a pedra 
onde dormir, 

o estábulo morno 
da confidência, 

os olhos 
onde o azul persiste, 

única fonte, 

espelho 
por onde a sombra 
entra devagar, 

sentir o sangue, 
o silêncio 

arder… 

 

Eugénio de Andrade

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D